Um desafio aos leitores!!

Já que umjeitomanso.blogspot.com me «anunciou» enquanto Contadora de Histórias, vamos lá pôr-me à prova! Quem se interessar, envie-me email (diazinhos@gmail.com) ou deixe comentário num dos textos, com uma palavra ou frase que me «inspire» para um próximo texto. A ver se pega e a ver se estou à altura..

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Absolutamente extraordinário! Vídeo impresssionante made in Portugal

Depois de tanto tempo - e porque o tempo ultimamente é mesmo o meu bem mais escasso - volto aqui para partilhar o videoclip mais extraordinário a que assisti, de uma banda portuguesa de uma qualidade fenomenal. Não deixem de ver este impressionate e fiel retrato dos nossos dias! Vejam e partilhem. Devemos apoiar o que é nosso, principalmente num momento tão difícil para a cultura em Portugal, em que até os projectos de qualidade - como este, definitivamente - encontram as maiores dificuldades para fazerem o seu caminho. Aproveitem :)

sexta-feira, 4 de março de 2016

Bom dia

Há um momento em que desaparecem os limites entre a tua pele e a minha e é nesse momento que deixo de saber se sou eu, se tu, quem se prende em mim. Há um momento, mágico, em que os teus dedos entrelaçados nos meus deixam de ser teus para serem meus e os meus, teus e nos deixamos ficar assim, sem tempo para acabar e em que o tempo deixa de contar. Há um momento em que as nossas respirações entram em unissono, rítmico, igual, e em que o meu sorriso se encontra no teu de menino adormecido - a sonhar sonhos bons. Gosto de entreabrir os olhos para espreitar-te assim, de sorriso leve, doce, que vem lá do fundo de ti. Gosto de todos os teus sorrisos quando estás de olhos postos em mim, mas gosto ainda mais do teu sorriso adormecido, abandonado, esquecido das correrias e contra-tempos, só feliz por estares aqui. Há um momento, que se quer eterno, em que somos iguais, almas gémeas reencontradas um no outro, corpos abandonados dos dias e em que resta apenas a essência do nós que somos um perto do outro. Eu e tu, nestes momentos nossos, somos mais-que-perfeitos, somos um.